Como a obsessão com a NR15 prejudica sua atuação profissional?

Como a obsessão com a NR15 prejudica sua atuação profissional? 

Muitos profissionais acreditam que estão fazendo um ótimo trabalho em Higiene Ocupacional seguindo a NR15 e se você está entre eles, irá se surpreender ao saber o quão equivocado está em achar que atender a NR15 é fazer prevenção. 

Acompanhe este artigo!  

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!        

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas aulas gratuitas sobre temas que irão facilitar a avaliação de Agentes Químicos para Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo. Aproveite e se inscreva para a live da próxima semana,  clique aqui  e garanta a sua vaga!   

A resposta em conceitos básicos 

Para a maioria das pessoas que trabalham na área, esta provocação pode ser muito incômoda, por isso, para começarmos precisamos esclarecer o que de fato vem a ser a Higiene Ocupacional. Esta seria a ciência e arte dedicada ao gerenciamento de riscos físicos, químicos e biológicos por meio de ações de antecipação, reconhecimento, avaliação e controle visando garantir o bem estar e saúde dos trabalhadores. 

E por que precisamos retomar a este fundamento básico? Pois nele já temos parte da resposta de nossa provocação. A NR15 surgiu para estabelecer o adicional de insalubridade, assim ela já está assumindo a exposição ao risco a saúde do trabalhador, não buscando prevenir. Desta forma, a norma brasileira permite emitir laudos demonstrando que há um problema e quando se trata de gestão, o foco não é somente apontar o problema e sim, resolvê-lo.  

Entregue soluções ao invés de más notícias 

Ter isto mente lhe permite compreender que gerar valor nem sempre é gerar preço. Isto é, seguindo os princípios básicos da Higiene Ocupacional como antecipação, reconhecimento de riscos, avaliação e controle, em muitos casos, apenas com ações que reconheça os riscos previamente, pode eliminá-los sem necessidade de pagar por medições. Dinheiro este que se pode reverter para investimentos em outras áreas de controle da empresa que irão garantir uma solução a longo prazo.  

Assim, você pode construir uma relação com seu cliente, em que você seja uma peça estratégica, não um mero entregador de notícias ruins em forma de laudos. Pense no que de fato ajuda, reforçar que existe o problema ou procurar meios de solucioná-lo?  

Simplesmente apontar que há uma exposição que está prejudicando a saúde do trabalhador e reportar ao empresário que terá que pagar pela multa devido ao dano, não ajuda nenhum deles, pois o risco continua, ou seja, emitir laudos sem fazer gestão é apenas prolongar um problema.  

Como um bom higienista utiliza a NR15? 

Ainda vale ressaltar que mesmo em situações onde os resultados indiquem que não haja necessidade de pagar pelo adicional, não significa dizer que não há risco, uma vez que, os limites da norma brasileira foram emitidos há 40 anos e muitos estão com valores desatualizados. Certos valores dos anexos 11 e 12, estão entre 10 a 20 vezes acima dos parâmetros atuais.  

Isto significa que a NR15 não possuí sua importância? Não, exatamente. A intenção aqui é dizer que não se pode fazer um uso indiscriminado dela, ela possui sua utilidade no seu contexto, ainda que dentro de suas limitações permite o amparo técnico e jurídico no Brasil. Deve se ler a norma brasileira como uma ferramenta que junto a outras como é caso da NR9, que prevê gestão, irão garantir uma atuação na área com destaque sendo um higienista ocupacional de valor, em que os laudos serão apenas a comprovação da eficácia de sua gestão. 

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Quer complementar o assunto? Assista a aula abaixo:  

Inscreva-se em nosso canal do Youtube clicando aqui.  

Por: Leandro Magalhães

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

12 de agosto

NÃO COMETA ESSES 3 ERROS USANDO O ANEXO 13 DA NR15