Posso utilizar um cassete de 3 sessões para análise de metais?

Posso utilizar um cassete de 3 sessões para análise de metais?

Neste artigo você vai compreender um pouco mais sobre a Amostragem de Metais. Será que é possível utilizar o cassete de 3 sessões substituído pelo cassete de apenas 2 sessões para a análise de metais? Saiba a resposta ao longo deste artigo!

Diferenças entre Cassete de 2 e 3 Sessões

A diferença entre os amostradores está somente no anel espaçador do cassete de 3 sessões, que foi feito para prender o filtro durante as amostragens com ciclone de alumínio, ciclone BGI ou amostragem de face aberta; sendo possível a retirada da tampa superior do cassete, sem expor o filtro. Para a amostragem com ciclone de alumínio é recomendado um cassete de 3 sessões e que seja retirada a tampa superior do cassete.  Portanto, o ciclone de alumínio e o ciclone BGI devem ser utilizados com um cassete de 3 sessões.

 

Para amostragens de face abertas, comuns para isocianatos, deve-se retirar a tampa superior do cassete de 3 sessões e realizar as amostragens. Já o cassete de 2 sessões é mais utilizado para amostragem de poeira total ou quando for utilizar o ciclone de nylon. Dessa forma é mais fácil o encaixe e há uma superfície menor interna, em que a perda de particulado é menor do que no cassete de 3 sessões.

 

No nosso Canal do Youtube você pode acompanhar o vídeo completo sobre as diferenças entre o cassete de 3 sessões e de 2 sessões, acesse aqui!

 

O que eu, Leandro Magalhães, quero revelar para você neste artigo é o mito existente na Higiene Ocupacional de que o cassete de duas sessões é utilizado somente para amostragem de metais e o cassete de três sessões para amostragem de poeiras, como a sílica cristalina. ISSO É UM MITO!

A única diferença entre os dois cassetes está apenas no anel central, instrumento que tem o papel de prender o filtro na retirada da tampa superior evitando sua exposição e possíveis danos. A retirada da tampa é indicada apenas para amostragens com ciclone de alumínio ou amostragens de face aberta, como já disse, aplicada às amostragens de isocianatos. O cassete de duas sessões também pode ser utilizado para a amostragem de poeiras, pois o amostrador é basicamente o mesmo!

Então, se no momento da análise o cassete de duas sessões não está disponível, ele poderá ser substituído pelo cassete de 3 sessões para a amostragem de metais. Como existe uma sessão a mais, consequentemente, a área superficial no interior do instrumento será maior.  O que pode ocorrer é uma perda do material particulado que fica preso nas paredes do cassete, mas no laboratório são tomadas algumas precauções para que esta interferência seja o mínimo possível.

Resumindo, os cassetes de 2 ou 3 sessões podem ser utilizados para qualquer tipo de particulado ou aerodispersóide na antiga fração total ou cassete de face fechada. Caso você utilize ciclones de encaixe, como o de alumínio, deve ser utilizado um cassete de 3 sessões para manter o filtro íntegro.

Para saber mais sobre reconhecimento de riscos e sobre Higiene Ocupacional não deixe de curtir as redes sociais da Analytics Brasil!

Confira o vídeo completo, disponível no Youtube, sobre como utilizar um cassete de 3 sessões para análise de metais:

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=jqtcHAKA1Uw[/embedyt]

Por: HO Fácil

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

5 de agosto

Pare de analisar Fumos Metálicos em Higiene Ocupacional