Os Segredos da Análise de Metais dentro do Laboratório

Nesse artigo, eu Leandro Magalhães, irei desvendar como as análises de metais são realizadas no laboratório e explicar porque é essencial a identificação prévia dos tipos de metais envolvidos no processo e dos tamanhos das partículas que geradas. 

Acompanhe o artigo!    

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!  

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana, clique aqui e garanta a sua vaga! 

Como são feitas as avaliações de metais? 

Os métodos de análise são baseados na solubilidade dos metais e no processo de digestão das amostras e é específico para cada tipo de metal. O tipo de filtro, ácidos ou peróxidos a serem utilizados são determinados pelos métodos indicados pela NIOSH ou OSHA. 

Primeiramente, os metais são coletados através de cassetes com filtros de celulose ou de PVC. No laboratório, o filtro é disposto em um béquer, são adicionados ácidos ou peróxidos e o sistema é aquecido de modo a dissolver as partículas dos metais e destruir o filtro de celulose, o filtro de PVC continua inteiro neste processo. Posteriormente, o líquido resultante será analisado por ICP-AES (Espectrometria de Emissão Atômica por Plasma Acoplado Indutivamente) ou ICP-OES (Espectrometria de Emissão Óptica por Plasma Acoplado Indutivamente). 

Basicamente, o princípio da espectrometria de emissão atômica consiste na detecção da radiação eletromagnética emitida pela amostra após ser atomizada em determinadas condições.na espectrometria de emissão óptica a análise é realizada através da identificação do comprimento de onda emitido por cada elemento. Nestes casos, a ionização dos elementos é feita pelo plasma indutivo de argônio. 

Sendo assim, a análise laboratorial não identifica o tamanho das partículas já que elas serão dissolvidas. A seleção do tamanho de partícula deve ser realizada no momento da coleta por meio do uso ou não de seletores de partículas como: ciclone e suporte IOM. Devido a isso, é essencial que a identificação dos tipos de metais envolvidos no processo e dos tamanhos de partículas geradas seja realizada previamente. 

 

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário!  

 

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Por: Redator Analytics Brasil

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

12 de agosto

NÃO COMETA ESSES 3 ERROS USANDO O ANEXO 13 DA NR15