Escolhendo o Melhor Método de Análise

Você sabe quem é o responsável por selecionar um método de análise? Saiba que o encarregado é você Higienista, e não o laboratório. Confira neste artigo algumas dicas de como escolher o melhor método de análise para as suas amostras.

Para uma análise correta, é necessária uma amostragem confiável dos agentes químicos e fundamentada em técnicas seguras. Uma correta amostragem permite identificar quais tipos de substâncias e produtos perigosos estão presentes no ambiente de trabalho.

Não esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!

Métodos NIOSH e OSHA

Os métodos NIOSH e OSHA apresentam as especificidades para as análises químicas e as coletas de amostras, além de:

Aplicações;

Limitações;

Faixas de Atuação;

Interferentes;

Precauções Especiais.

Todos esses fatores devem ser apurados em campo, por você, Higienista Ocupacional. O laboratório infelizmente, na maioria das vezes, não consegue ter a real dimensão do ambiente que você está atuando, as limitações e se existe interferente ou não nos processos.

Apenas quem está em campo conhece qual método deve ser utilizado.

Método Aplicável

Como saber se o método é aplicável para minha exposição?

  1.    Ler o método;
  2.    Verifique se os agentes que você procura podem ser analisados pelo método;
  3.    Há alguma substância química no ambiente que possa interferir na minha análise?
  4.    Há alguma condição ambiental especial para ser respeitada nessa amostra?

Se você faz uma amostragem, é necessário repassar para o laboratório as condições daquele ambiente para que o resultado seja mais preciso.

Quais agentes químicos podem ser analisados?

Os agentes químicos podem ser identificados na forma de poeiras, fumos, gases névoas ou qualquer outra forma gasosa ou líquida.

O primeiro grande grupo é o dos materiais particulados, ou aerodispersóides. Nesse grupo, os contaminantes são partículas sólidas ou líquidas dispersas no ar. Já o segundo grupo é formado por gases e vapores, contaminantes na forma gasosa.

Veja os agentes mais comuns a serem identificados e analisados no ambiente de trabalho:

amianto;

amônia (NH3);

dióxido de enxofre (SO2);

monóxido de carbono (CO);

vapores orgânicos;

compostos orgânicos voláteis (VOCs) e semivoláteis (SVOC);

partículas de metais;

sílica cristalina;

ácidos inorgânicos.

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Confira o vídeo completo, disponível no Youtube: Escolhendo o Melhor Método de Análise.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=QN-MRGhNTcM[/embedyt]

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

5 de agosto

Pare de analisar Fumos Metálicos em Higiene Ocupacional