Amostragem ativa: Aspectos essenciais

Passo a passo de todos os principais aspectos que devem ser levados em consideração ao se realizar uma amostragem ativa.  

Acompanhe este artigo!  

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!    

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas  lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana,  clique aqui e garanta a sua vaga!   

Amostragem ativa de particulados 

Para amostragem de particulados, utilizam-se cassetes e trabalha-se sempre com vazões altas na faixa de 0,5 L/min até 6,0 L/min. Para isso é necessário o uso de bombas de alta vazão. 

Amostragem ativa de gases e vapores 

Já para amostragem de gases e vapores, podem-se utilizar tubos ou cassetes de acordo com os métodos existentes e, em geral, trabalha-se com baixas vazões, menores que 0,5 L/min. Neste caso, tem-se duas opções: utilizar uma bomba de baixa vazão ou uma bomba de alta vazão que pode trabalhar com baixas vazões através de um redutor de vazão. 

Bombas de amostragem

Lembrando que é primordial que as bombas de amostragem pessoal possuam: 

  • Sistema de compensação de fluxo; 
  • Sistema de estabilização de vazão; 
  • Central de controle de falhas da vazão. 

Um teste simples que pode ser realizado a fim de verificar se a bomba possui essas características é o seguinte: Ligue a bomba e tampe o bico com o dedo, a bomba tem que desarmar em no máximo 1 minuto e avisar uma falha no sistema por não conseguir manter a vazão constante ao longo do tempo. 

Caso a bomba possua o sistema de compensação de fluxo e ao fazer este teste ela não desarmar, é necessário enviá-la para a manutenção, pois ela pode estar com alguma entrada de fluxo alternativa, como, por exemplo, em aneis de vedação ressecados. 

Vazão 

Em higiene ocupacional, o conceito de vazão diz respeito a quantidade de ar que é succionado em um determinado período. A unidade mais comum dessa grandeza é L/min, ou seja, a vazão de uma bomba seria a quantidade de litros que ela pode succionar em 1 minuto. 

Aferição de vazão 

Além disso, é essencial a utilização de um aferidor de vazão para realização das amostragens. Através deste dispositivo, ajusta-se a vazão desejada da bomba. Esse procedimento deve ser realizado antes e após a coleta. Caso haja uma variação entre a vazão inicial e a vazão final maior do que 5%, a amostra coletada deve ser descartada. 

Ao aferir a vazão usa-se sempre em linha um outro amostrador do mesmo tipo e os demais acessórios como os separadores de partículas que serão utilizados na coleta. Isso é crucial, pois um elemento presente em uma linha de ar fornece uma restrição a mais no fluxo que também deve ser compensada no ajuste de vazão.  

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Por: Redator Analytics Brasil

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

5 de agosto

Pare de analisar Fumos Metálicos em Higiene Ocupacional