Pele: noções fundamentais sobre exposição dérmica ocupacional  

A pele é o maior órgão do corpo humano e desempenha um papel essencial na proteção contra agentes externos. No entanto, ela também é uma das vias de entrada para substâncias tóxicas presentes no ambiente de trabalho. A exposição da pele a esses agentes pode resultar em efeitos adversos à saúde, como irritações, dermatites, queimaduras químicas, sensibilização e até mesmo doenças sistêmicas. 

Nesse contexto, é fundamental que os profissionais de higiene ocupacional tenham noções básicas sobre a exposição da pele e adotem medidas adequadas de prevenção.  

 
Acompanhe este artigo! 

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!       

Todas as terças-feiras às 20h temos nossas aulas gratuitas sobre temas que irão facilitar a avaliação de Agentes Químicos para Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo. Aproveite e se inscreva para a live da próxima semana,  clique aqui  e garanta a sua vaga! 

Efeitos na pele 

O contato da pele com produtos químicos pode resultar em irritação, reação alérgica, queimaduras químicas e dermatite alérgica de contato. A dermatite irritante pode ser causada por uma variedade de substâncias, como amônia, ácido clorídrico e hidróxido de sódio. Na maioria dos casos, os sintomas de irritação são observados logo após a exposição, no entanto, alguns produtos químicos produzem um efeito irritante retardado porque os produtos químicos são absorvidos pela pele e, em seguida, sofrem decomposição nas porções aquosas da pele para produzir irritantes.  

A dermatite alérgica de contato, ao contrário da irritação, é causada por substâncias químicas que sensibilizam a pele. Essa condição geralmente é causada pela exposição repetida a uma substância química de concentração relativamente baixa que resulta em uma resposta irritante. Frequentemente, a área sensibilizada da pele é bem definida, fornecendo uma indicação da área da pele que esteve em contato com o contaminante. Uma grande variedade de agentes químicos pode produzir dermatite de contato, como: nitrocompostos aromáticos, difenóis, e muitos outros produtos químicos e metais (por exemplo, cromo hexavalente). 

Existe uma classe de produtos químicos que podem produzir reações alérgicas na pele após exposição à luz solar ou à luz ultravioleta (UV). Esses produtos químicos são chamados de fotossensibilizadores. Compostos aromáticos polinucleares e alcatrões à base de petróleo são exemplos de produtos químicos que podem causar uma resposta irritante. 

Absorção pela pele 

Além dos efeitos que os produtos químicos podem ter diretamente na pele, a pele também atua como um caminho para que os produtos químicos sejam absorvidos pelo corpo.  

Várias condições podem afetar a velocidade com que os produtos químicos penetram na pele. Pele fisicamente danificada ou pele danificada por irritação química, sensibilização ou queimadura solar geralmente absorve produtos químicos em uma taxa muito maior do que a pele intacta. Solventes orgânicos que desengorduram e danificam a pele também podem resultar em uma maior taxa de absorção química.  

Proteção  

Para gerenciar adequadamente a exposição da pele, é essencial adotar medidas de controle, como o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) adequados. Além disso, é importante implementar boas práticas de higiene, como lavar as mãos regularmente, especialmente antes das refeições, e tomar banho após a exposição a agentes químicos. 

Ao adotar medidas preventivas e promover a conscientização sobre a exposição da pele no local de trabalho, é possível garantir a segurança e o bem-estar dos trabalhadores, minimizando os riscos relacionados à saúde cutânea. 

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Quer complementar o assunto? Assista a aula abaixo: 


Inscreva-se em nosso canal do Youtube clicando aqui

Por: Leandro Magalhães

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

26 de maio

Primeiros Passos na Identificação de Reações de Agentes Químicos