Onde encontrar informações sobre substâncias químicas?

Garantir um ambiente de trabalho seguro e saudável requer uma preocupação quanto ao contato do trabalhador com substâncias e produtos químicos, e buscar dados que possam basear as análises e identificação das substâncias presentes no meio é o primeiro passo. Dentre as várias fontes de informações acerca de produtos químicos disponíveis, as principais para a área de saúde e segurança do trabalho são:

  • FISPQ (Fichas de Informação de Segurança de Produtos Químicos):

A FISPQ foi implantada no Brasil por normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e contém as seguintes informações em ordem:  Identificação do produto e da empresa, identificação dos perigos, composição e informação dos constituintes, medidas de primeiros socorros, medidas de combate a incêndio, medidas de controle para derramamento ou vazamento, manuseio e armazenamento, controle da exposição e EPIs, propriedades físico-químicas, estabilidade e reatividade, informações toxicológicas, informações ecológicas, considerações sobre tratamento e disposição, informações sobre transporte, regulamentações e outras informações.

Porém, algumas vezes as informações fornecidas nas fichas estão incompletas ou desatualizadas, especialmente quanto à composição. Outro problema é que não existe uma padronização relativa às definições e aos critérios de como considerar os perigos de uma determinada substância.

Veja o artigo de FISPQ já publicado no blog!

  • SDS (Safety Data Sheet) ou MSDS (Material Safety Data Sheet):

Similar as FISPQs brasileiras, entretanto, cada país possui suas próprias normas, o que torna, não só quanto aos itens que as compõem, mas também quanto às definições de perigo, as normas muito heterogêneas.

Várias instituições de Saúde e Segurança do Trabalho possuem bases de SDS e MDS publicados para substâncias químicas de acesso livre. Existem também disponíveis bases de dados de acesso pago que são muito detalhadas e completas.

  • GHS (Globally Harmonized System of Classification and Labelling of Chemicals):

Em português, Sistema Globalmente Harmonizado para Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos. O GHS não é uma norma, mas sim um sistema composto por requisitos técnicos de classificação e comunicação de perigos com informações explicativas de como utilizá-los.

Depois de encontradas, em qualquer um dos formatos e normas apresentados, as informações sobre os produtos químicos de interesse, pode-se proceder à sua leitura e interpretação. Leia mais sobre análise e interpretação dos dados no artigo “As 7 informações sobre produtos químicos mais relevantes para segurança e saúde do trabalhador”.

A  Analytics Brasil faz uso das metodologias propostaspela NIOSH e OSHA, contando com ACREDITAÇÃO TOTAL DA AIHA (Associação Norte-Americana de Higiene Industrial) desde o ano de 1981. Além disso, os dados obtidos nos relatórios de nossas análises são comparáveis com os limites de tolerância da legislação brasileira e da ACGIH com o objetivo final de determinar se o local é seguro e está em conformidade, eliminando passivos trabalhistas e insalubridade associados com a exposição no local de trabalho.

Analytics Brasil: Higiene Ocupacional ao alcance de suas mãos.

Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário!

Fonte:

http://www.fundacentro.gov.br/biblioteca/biblioteca-digital/download/Publicacao/220/manual_para_interpretação_de_subst_quim-pdf

Por: Redator Analytics Brasil

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

5 de agosto

Pare de analisar Fumos Metálicos em Higiene Ocupacional