Óleo Diesel: Os 3 Erros Mais Comuns no Reconhecimento de Riscos

Como tornar a Higiene Ocupacional fácil, quando o assunto é Diesel? Muitas dúvidas são levantadas a respeito dessa substância. O Diesel é um hidrocarboneto aromático? Cancerígeno? Como eu avalio Diesel? Quais são os riscos associados a este agente? Quais são os desafios para este composto em relação a ACGIH? 

Neste artigo vamos detalhar os principais pontos para uma boa avaliação ocupacional deste agente. 

 

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!  

  

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana, clique aqui e garanta a sua vaga!  

 

Para começarmos é importante destacar que o Diesel não possui limites de tolerância estabelecidos pela NR15. Este agente possui um limite de tolerância como “Diesel combustível” estabelecido pela ACGIH, é um limite do tipo média ponderada no tempo que deve ser considerado para as frações inaláveis e vapor. Além disso o Diesel pode ser absorvido pela pele e possui notação A3, ou seja, é classificado como “carcinogênico para animais em condições especiais” pela IARC. 

 

Óleo diesel é um óleo mineral?

Se você já fez este enquadramento, infelizmente cometeu um grande engano. O óleo diesel não é um óleo mineral ou óleo lubrificante. O diesel é um óleo combustível. Durante o refino do petróleo bruto ocorre a separação entre as fases leves, médias e pesadas da mistura. O diesel está na fração média do destilado de petróleo. Já os óleos minerais e óleos lubrificantes estão na fração mais pesada do destilado. Embora seja uma mistura de hidrocarbonetos de peso médio derivada do petróleo e que sua composição possa variar levemente, o Diesel é uma nafta bem definida e possui número CAS próprio. 

 

Onde podem ocorrer as exposições à diesel e quais são suas principais rotas?

Durante a produção do diesel, armazenamento, transporte, abastecimento de estações e de tanques de veículos. Ele pode ser inalado e absorvido pela pele. As exposições podem ocorrer com o diesel líquido, vapor, aerossol (esperado quando é utilizado pressão e aquecimento ou quando há um aquecimento do líquido). 

 

O Óleo Diesel é um hidrocarboneto aromático?

Uma das dúvidas mais comuns entre os profissionais da área é se o Diesel é ou não um hidrocarboneto aromático. A resposta é não. O Diesel é composto de uma mistura entre hidrocarbonetos alcanos parafínicos e naftênicos, olefínicos e aromáticos. Então, embora o Diesel não seja um hidrocarboneto aromático, ele contém hidrocarbonetos aromáticos em sua composição. De acordo com a ACGIH apenas traços (concentrações muito pequenas) de compostos voláteis como benzeno, tolueno, etilbenzeno e xilenos são encontrados no diesel. Além disso, o diesel pode conter uma fração de até 5% de hidrocarbonetos poliaromáticos (PAH’s). 

 

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Por: Redator Analytics Brasil

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

12 de agosto

NÃO COMETA ESSES 3 ERROS USANDO O ANEXO 13 DA NR15