Como funcionam os amostradores para Amostragem Passiva

Conheça o mecanismo de funcionamento dos amostradores passivos, que funcionam por difusão e necessitam de uma movimentação de ar constante. Saiba como escolher o melhor amostrador para as suas análises em campo. Acompanhe o artigo!

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!

Amostradores Passivos: O que são?

Os amostradores são pequenos dispositivos colocados na zona respiratória do trabalhador, na amostragem passiva as moléculas do contaminante se movimentam por diferença de concentração de uma área mais alta para uma mais baixa, ou seja, do ar ambiente para a membrana adsorvente do amostrador passivo.

Tipos de Amostradores Passivos

Existem diversas opções no mercado para a amostragem de gases e vapores, os mais procurados são aqueles contendo uma membrana adsorvente de carvão ativo utilizado para coleta de vapores orgânicos, como o benzeno, tolueno e xileno.

A funcionalidade do amostrador varia devido a marca e modelo, tendo em vista que sua geometria, design, e tipo de adsorvente, entre outros influencia na eficiência da coleta e na taxa de adsorção do contaminante.

A funcionalidade dos Amostradores Passivos

Verifique se o ambiente de coleta de ar desses agentes tem uma velocidade de face condizente àquela especificada pelo fabricante. O ar não pode ficar estagnado, assim como não pode variar muito, senão poderá perder a sua capacidade de retenção.

Por utilizar “vazões” baixas, esse tipo de amostrador perde um pouco da sensibilidade, principalmente na amostragem de agentes de exposição de curto prazo, como é o caso dos limites STEL e TETO.  Nós preferimos não utilizar estes amostradores para amostragem de curto período pois as vazões são baixas, e para uma vazão de coleta mais alta teria que haver um fluxo de ar muito maior.

Estes amostradores foram desenvolvidos para que nas condições comuns encontradas no ambiente de trabalho pudessem funcionar bem, que variam geralmente de 0,13m/s2 a 0,2m/s2. Sempre verifique com seu fabricante essas condições de operações com os amostradores.

Este tipo de amostrador pode ser utilizado apenas para gases e vapores, sendo muito importante que sempre verifique a lista do fabricante para saber para quais agentes esses amostradores podem ser utilizados.

Os amostradores passivos possuem algumas limitações de operação que afetam diretamente sua performance:

– Velocidade do vento: não se recomenda o uso em situações em que a velocidade de face seja menor que 0,13 m/s ou alta;

– Concentrações muito altas de contaminantes que interferem na análise: deve-se verificar a especificação do fabricante;

– Áreas com elevada umidade: deve-se verificar a especificação do fabricante;

– Deve-se atentar para o tempo de amostragem e seguir estritamente as recomendações do fabricante.

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Confira o vídeo completo, disponível no Youtube: Como funcionam os amostradores para Amostragem Passiva.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=vYZi_8dDZq8[/embedyt]

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

5 de agosto

Pare de analisar Fumos Metálicos em Higiene Ocupacional