Exposição a benzeno em postos de combustíveis

Em 2016, foi incluso o Anexo II na NR-9 e muitas dúvidas sobre sugiram a partir de então. Quer compreender um pouco melhor e saber o que levar em consideração ao avaliar as exposições a benzeno em postos revendedores de combustíveis?  

Acompanhe este artigo!  

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!    

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas  lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa  live  da próxima semana,  clique aqui  e garanta a sua vaga!   

 

O que é o Benzeno? 

O benzeno é um hidrocarboneto aromático de fórmula C₆H₆, e é a base para esta classe de hidrocarbonetos: todos os aromáticos possuem um anel benzênico em sua estrutura. 

A principal fonte de benzeno em postos revendedores de combustíveis é a gasolina. Em óleo diesel, por se tratar de uma fração bem mais pesada do petróleo, não se espera presença de benzeno. 

O Anexo II da NR-9 

O Anexo II da NR-9 trata da Exposição Ocupacional ao Benzeno em Postos Revendedores de Combustíveis. No Brasil, essa exposição é preocupante principalmente para os frentistas que estão continuamente expostos a presença de benzeno. Outro ponto, é que na maioria das vezes tais trabalhadores não estão devidamente orientados sobre os riscos ocupacionais envolvidos. 

 

Avaliação de benzeno  

Na ACGIH é previsto limite de tolerância para benzeno e para a gasolina, este segundo já foi estabelecido considerando-se o benzeno presente nela. Além disso, o reconhecimento de riscos e as avaliações devem ser feitos em todas as áreas afins do posto e não apenas com os frentistas. Também deve-se dar atenção aos sistemas de ar condicionado, se eles estão captando ar do lado externo e jogando para uma sala, pode-se estar expondo os trabalhadores presentes nela. Além disso, deve-se avaliar os locais de carregamento e descarregamento de combustíveis. 

 

Legislação previdenciária e trabalhista 

A legislação previdenciária prevê aos trabalhadores expostos a agentes cancerígenos, listados na LINACH, o direito a aposentadoria especial. Para exposição ao benzeno, por pertencer ao Grupo 1 dos compostos comprovadamente cancerígenos, esse direito independe do limite de tolerância, pois qualquer intensidade de exposição pode ser prejudicial à saúde. 

Já a legislação trabalhista prevê periculosidade, no caso do frentista, devido a manipulação de produtos inflamáveis. 

 

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Por: Redator Analytics Brasil

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

12 de agosto

NÃO COMETA ESSES 3 ERROS USANDO O ANEXO 13 DA NR15