Amostragem de agentes químicos: como obter tempo, vazão e volume

Amostragem de agentes químicos: como obter tempo, vazão e volume 

Embora seja um tema fundamental, considerado como entendimento mínimo para realizar a amostragem de agentes químicos para Higiene Ocupacional, o cálculo da vazão, volume e tempo para amostragem de agentes químicos é cercado de dúvidas e mitos entre os profissionais de SST. Neste artigo, vamos tratar desse assunto, a fim de evitar erros básicos na hora da amostragem.   

 
Acompanhe este artigo! 

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!       

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas aulas gratuitas sobre temas que irão facilitar a avaliação de Agentes Químicos para Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo.  

Aproveite e se inscreva para a live da próxima semana,  clique aqui  e garanta a sua vaga! 

A primeira coisa que todos precisam entender é que o momento para fazer esses cálculos é antes de ir a campo realizar a amostragem. São atividades que compõem a elaboração do plano de amostragem. Toda amostragem de agentes químicos deve ter um plano de amostragem, o planejamento da coleta das amostras onde são reunidas as informações de quantos amostradores serão utilizados, o tempo de coleta e tudo o que é necessário para correta realização da amostragem dos agentes. 

O que define o tempo de amostragem? 

O que define o tempo de amostragem é o limite de exposição ocupacional. Quando falamos de amostragem de agentes químicos é sempre importante saber qual é o limite de exposição ocupacional disponível para cada substância, isso é fundamental para prosseguir. Em outras palavras: 

“O limite é rei” 

Isso porque diferentes limites pedem diferentes tempos de amostragem. Por exemplo, o limite do tipo TWA pede amostragens representativas para toda jornada de trabalho. Já para agentes químicos que têm limites do tipo STEL a amostragem é restrita a 15 minutos e para limites do tipo teto o tempo de amostragem deve ser o menor possível, de preferência instantâneo.  

Como calcular a volume e vazão para amostragem de agentes químicos? 

O cálculo de volume e vazão é bastante simples. A lógica matemática é regida por uma equação de três variáveis de forma que: fixando 2 variáveis será possível obter o valor da terceira. A fórmula é: 

Vazão = Volume / Tempo 

E pode ser reescrita nas formas de: 

Volume = Vazão * Tempo 

Tempo = Volume / Vazão 

Na prática, na hora de elaborar o plano de amostragem, se pode fixar qualquer uma das variáveis: vazão, volume ou tempo.  

Na Higiene Ocupacional, como o tempo é definido pelo limite de exposição ocupacional, na hora de hierarquizar as variáveis a serem definidas, o tempo geralmente é a primeira variável a ser fixada.  

A próxima variável a ser arbitrada é o volume, que pode ser obtido através da consulta das metodologias de análise disponibilizadas pelos laboratórios de Higiene Ocupacional. Analiticamente, é sempre mais interessante coletar o maior volume de ar possível para que assim o laboratório consiga ter uma quantidade de analito significativa na hora da avaliação quantitativa.  

Além disso, se a amostragem será para um agente químico com limite do tipo TWA, a tendência é de se ter longos tempos de amostragem, então também é indicado fixar o maior volume indicado pelo método. 

Tendo sido definida as duas variáveis anteriores, o próximo passo é calcular a terceira, calcular a vazão que deverá ser ajustada na sua bomba de amostragem pessoal. Após o cálculo, é importante verificar se a vazão está dentro da faixa que é recomendada pelo método de amostragem e se a sua bomba consegue operar nesse valor de vazão.  

Se a vazão não estiver dentro do método ou se não for possível operar nessa faixa, é importante ajustar o tempo e o volume de forma a ficar dentro do método. A grande questão é organizar as variáveis de forma que se respeite o tempo determinado pelo tipo limite do agente e o método de análise.  

Em alguns casos, principalmente para agentes com limite do tipo TWA, será necessário utilizar mais de um amostrador para realizar uma amostragem representativa da jornada. 

A HO Fácil realiza treinamentos e palestras de Higiene Ocupacional com a finalidade de preparar profissionais para se destacarem no mercado de saúde e segurança do trabalho. Oferecemos formação profissional para que nossos alunos dominem os riscos químicos, físicos e biológicos. Se você quer ficar 100% preparado para atuar no mercado de Higiene Ocupacional com segurança e confiança chegou a sua hora.  Contate-nos e saiba mais! 

Quer complementar o assunto? Assista a aula abaixo: 

Inscreva-se em nosso canal do Youtube clicando aqui

Por: HO Fácil

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram
Gmail

26 de maio

Primeiros Passos na Identificação de Reações de Agentes Químicos